4 coisas que você precisa saber antes de colocar aparelho

Atendimento por Whatsapp

Todo mundo deseja ter um sorriso bonito e saudável, mas, para isso, pode ser necessário recorrer a certos tratamentos dentários. Para quem sofre com o desalinhamento dos dentes ou problemas de maloclusão, por exemplo, o tratamento ortodôntico é a solução.

Se você recebeu indicação para uso de aparelho ortodôntico recentemente e está cheio de dúvidas, não se desespere!

Nós reunimos os assuntos que geram mais dúvidas no consultório e desenvolvemos este material para contar algumas coisas que você precisa saber antes de colocar aparelho. Confira!

#1 Saúde bucal deve estar em dia

Antes da instalação do aparelho, você será submetido a uma avaliação clínica minuciosa para verificar a existência de quaisquer problemas que possam comprometer o tratamento. É imprescindível que a sua saúde bucal esteja em perfeitas condições, pois a movimentação exercida pelo aparelho e a dificuldade para higienizá-lo podem potencializar algum problema preexistente.

Por esse motivo, se houver necessidade de tratamento de cárie, gengivite ou canal, este deve ser realizado antes de colocar o aparelho.

E caso o problema se manifeste após a instalação do aparelho?

Independentemente da situação, a prioridade sempre será a saúde bucal do paciente, portanto, dependendo da complexidade do problema, o tratamento ortodôntico será suspenso até que tudo esteja em ordem novamente.

#2 A documentação ortodôntica é indispensável

A documentação ortodôntica consiste em um conjunto de exames requeridos para que o ortodontista possa realizar o diagnóstico e traçar todas as etapas do tratamento.

Por meio desses dados, o profissional consegue determinar, por exemplo, se há necessidade de extração de dentes, qual o tipo de aparelho adequado e quais serão os procedimentos adotados ao longo dos meses. É possível estimar, também, os riscos, ações preventivas e até a duração média do tratamento. Todas essas informações são agrupadas e compõem o seu plano individual de tratamento ortodôntico.

Conheça os exames necessários para produção da documentação ortodôntica:

  • Radiografia panorâmica: apresenta, em uma única imagem tomográfica, toda a estrutura maxilo-mandibular, incluindo arcos dentários e estruturas de suporte. É possível visualizar até mesmo os dentes que ainda não nasceram.
  • Radiografia de norma lateral: imagem lateral do crânio, que permite identificar a relação dos arcos dentários com a estrutura óssea facial, além de possíveis assimetrias maxilares e mandibulares.
  • Radiografia periapical: mostra a extensão completa dos dentes – raiz, face, coroa, e os ossos e tecidos que os sustentam.
  • Fotografias: são imagens intra e extra-bucais, utilizadas para avaliar a influência da posição dos dentes no formato do rosto e na mordida, além de apresentar condições da face dos dentes, do céu da boca e da estrutura maxilo-mandibular.

Em alguns casos, podem ser solicitados exames mais complexos para avaliar a condição da sua estrutura óssea.

#3 O sucesso do tratamento depende de você

Embora a atuação do profissional seja muito importante, estima-se que colaboração do paciente corresponda a 50% do sucesso do tratamento. De nada adianta o profissional instalar o aparelho perfeitamente se você não obedecer às orientações adequadamente, certo?

Confira os cuidados que você deve ter durante o tratamento ortodôntico:

  • Higiene bucal

 

Com ou sem aparelho, a higiene bucal é fundamental para um sorriso bonito e saudável. Com aparelho, porém, ela é ainda mais importante: os bráquetes, fios e anéis dificultam muito a limpeza, e, por isso, você precisa ter atenção redobrada. Utilize produtos específicos para quem usa aparelho, como passa fio dental, escova ortodôntica e escova interdental.

  • Alimentação

 

Diferente dos aparelhos ortodônticos móveis, que podem ser retirados para comer e higienizar, os aparelhos fixos exigem muito cuidado com a alimentação, para evitar a prolongação do tratamento. Alimentos muito duros e grudentos podem danificar o aparelho, enquanto os muito ácidos e fibrosos deixam resíduos difíceis de serem removidos, aumentando as chances de ter cáries e outras doenças bucais.

 

  • Manutenção

 

O tratamento ortodôntico é feito de várias etapas e, para ter o sorriso perfeito, você precisa respeitá-las. Compareça às consultas de manutenção regularmente, no prazo definido pelo seu ortodontista (geralmente a cada 20 ou 30 dias), para que ele avalie a evolução do tratamento e faça os ajustes necessários.

#4 Escolha o melhor ortodontista para você

Na hora de escolher o profissional responsável pelo seu sorriso, certifique-se de que ele possua especialização acadêmica em ortodontia e seja experiente, principalmente com pessoas da sua faixa etária. Busque referências, depoimentos de clientes e procure conhecer de perto o seu trabalho.

Entretanto, você também deve saber que o melhor ortodontista nem sempre é o que cobra mais caro ou possui mais especializações no exterior, por exemplo, mas aquele em que você mais confia.

Se você fez já passou por uma avaliação mas não sentiu segurança, não hesite em procurar outro ortodontista para uma segunda opinião. Como já falamos, o sucesso do tratamento depende muito da sua colaboração e você certamente não se sentirá motivado a colaborar se não confiar totalmente no seu dentista.

Quer uma dica? Agende uma avaliação gratuita na Clinodente!

Somos uma clínica especializada em ortodontia, com profissionais qualificados e atendimento personalizado. Estamos há mais de 10 anos no centro de Porto Alegre cuidando do sorriso e da satisfação dos gaúchos!

Ligue (51) 3093-1515 ou agende sua consulta diretamente pelo nosso site!